Ruptura do Ligamento Cruzado Anterior

A ruptura do ligamento cruzado é a injuria mais comum do joelho de cães.


Essa injuria tem duas apresentações comuns. Uma é o cão jovem atleta jogando bruscamente que rompe o ligamento agudamente e não é por suportar o peso sobre a pata traseira afetada. A segunda apresentação é o cão idoso e com sobrepeso que possuem ligamentos enfraquecidos ou parcialmente rompidos e que se rompe com um passo em falso. Nesses pacientes a claudicação pode ser aguda ou talvez seja uma claudicação crônica sutil relacionada com a instabilidade articular prolongada.


Seu veterinário realizará um exame ortopédico e radiográfico (raios-x) nessa ordem para diagnosticar a lesão. O exame ortopédico envolve uma analise da marcha, exame da articulação para verificar inchaço e / ou dor e a presença de movimento de gaveta (presença de instabilidade para frente da articulação do joelho).

Sedação é muitas vezes necessária para fazer uma avaliação adequada do joelho, especialmente em cães grandes.  A sedação vai prevenir que o animal de estimação tencione os músculos e deixe a articulação temporariamente estabilizada, impedindo ou dificultando o movimento de gaveta. Radiografias confirmam mudanças inflamatórias na articulação e estabelece o nível de artrose presente no joelho.


Reparo cirúrgico é recomendado na maioria dos casos para estabilizar a articulação e prevenir futuras artroses secundárias a instabilidade articular. Existem três tipos principais de reparo cirúrgico: intracapsular, extracapsular e osteotomia de nivelamento do platô tibial (TPLO). O tipo de cirurgia reparadora será determinado pelo tamanho, idade e nível de atividade do animal de estimação assim como o grau de artrose que está presente na articulação. O tempo de recuperação e recomendação para fisioterapia dependerá do tipo de cirurgia realizada.